Ilhas Gregas

terça-feira, 4 de outubro de 2011

A Grécia (Elliniki em grego) não é um Estado Federal, mas um Estado Unitário. Por isso a Grécia não tem estados, mas prefeituras. Possui uma área de 131.957 km² (menor que o Estado do Ceará) e inclui uma península e mais de 3.000 ilhas, sendo Creta a principal. Destacam-se também as ilhas dos arquipélagos das ilhas Jônicas, Cíclades, Dodecaneso e das Esporades a Leste e sudoeste.
Situada no centro-sul da Europa, na Península Balcânica, faz fronteira ao norte com a Albânia, Macedônia (Fyrom) e Bulgária, a leste com a Turquia (quer em fronteira terrestre, quer com fronteira marítima no Mar Egeu; Alexandrópolis é a cidade mais próxima à fronteira com a Turquia), ao sul com o Mar Mediterrâneo e a oeste com o Mar Jônico, através do qual é ligado à Itália.

As ilhas gregas são famosas pelo clima ameno, pelo sol durante a maior parte do ano, pelas praias agradáveis e por suas características construções onde a cor branca predomina, formando um contraste cinematográfico com o azul do céu e mar. Lá estão cidades, pequenas vilas, construções fortificadas, estreitas vielas, moinhos, igrejas, centenas de monumentos históricos deixados pelas antigas civilizações, vinhedos e oliveiras, que fazem do conjunto um belo e inspirador local.

Na antiguidade, a maior parte das ilhas gregas fazia parte de uma confederação com Atenas. Elas pagavam um tributo à cidade, e em troca eram protegidas contra ataques inimigos, principalmente dos Persas.

Como são muitas ilhas, estão classificadas de acordo com sua localização. Assim, existem as ilhas do Golfo Sarônico, Golfo Argólico, Esporades, do Mar Egeu do Norte, Egeu do Este, de Creta, as Cíclades, as ilhas do Dodecaneso e as ilhas do Mar Jônico. Ao todo, são mais de 3.000 ilhas, das quais 167 são habitadas.

Conhecer algumas destas ilhas é indispensável, pois elas são um dos pontos mais belos do país. Hydra, Poros, Seriphos, Mykonos, Thera, Syros, Halonisos, Ikaria, Lasithi, e tantas outras. A relação é imensa. Há excursões com vários dias de duração, percorrendo ilhas mais distantes, e passeios de somente um dia, onde são incluídas apenas as mais próximas. De qualquer forma, uma visita à Grécia nunca estaria completa sem uma visita a algumas delas.

A maneira mais usual de chegar é de ferryboat, saindo do Porto de Pireu (ou Piraeus) ou do Porto de Rafina, em Atenas. Os horários variam, dependendo da ilha. Mas falta mais transporte entre as ilhas. Muitas vezes, é preciso regressar a Atenas para partir para outra, o que é uma perda de tempo. Algumas possuem pequenos aeroportos também.

Read more...
Ocorreu um erro neste gadget

Visitantes (últimos 7 dias)

Visite Blog RotaCinema

Postagens populares

Tags

Mykhonos, Mikonos, Miconos, Santorine, Santoryne, Athenas, ilhas gregas, ilhas da Grécia, viagem Grécia, viajem Grécia, viagem para a Grécia, Grecia, Gressia, Grécia turismo, turismo na Grécia, Grécia pontos turísticos, dicas de viagem, blog de viagem, blog simone, viagem barata, viagem independente pela Grécia, hotel barato, Simone Rodrigues Soares.

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP